Subscrever Newsletter APS:

Bem vindo à sua área reservada

Autentique-se para aceder!

Se estiver autenticado aparecerá informação adicional neste painel.

Exemplo de como aceder à área reservada da APS.
Na caixa de texto (canto superior direito da página) coloque no nome de utilizador o seguinte:
S_APS_(o seu nº de sócio) e como palavra-passe coloque o seu nome próprio seguido do nº de sócio.
Imagine o sócio Telmo Portugal com o nº de sócio 999999:
S_APS_999999
TELMO999999
Ínicio >

Call comunicações VIII Congresso APS - Secção Classes, Desigualdades e Políticas Públicas

Secção Classes, Desigualdades e Políticas Públicas [ST4]

 «Classes,  desigualdades e políticas públicas: uma democracia inacabada?»

 Coordenação científica:

Rosário Mauritti (ISCTE-IUL, CIES-IUL)

Raquel Ribeiro (ISCSP-UTL)

Nuno Nunes (ISCTE-IUL, CIES-IUL)

 

As classes, as desigualdades e as políticas políticas constituem uma perspetiva sociológica central relativamente ao desafio que nos propõe o VIII Congresso Português de Sociologia, sob o prisma «40 anos de democracia: um balanço». Tal tematização orienta-nos ao desenvolvimento de análises focalizadas nos processos de recomposição social, económica e política, ocorridos a partir de 1974, tendo como fundo a instauração da democracia e os efeitos da integração formal do país no espaço alargado da União Europeia.

Temos hoje, mais do que nunca, a perceção de que as experiências de progresso e modernização que Portugal vivenciou durante este período – refletidas, por exemplo, na melhoria geral das condições de vida e de saúde, no alargamento do acesso a serviços e bens de consumo por parte das famílias portuguesas, no incremento da escolarização, no reforço das categorias socioprofissionais melhor dotadas de recursos técnicos e qualificacionais, etc. – não só tiveram impactos diferenciados nos territórios e populações, como implicaram, frequentemente, a criação e o aprofundamento de novas segmentações e fragilidades, de diversos níveis, dimensões e complexidades. 

Nesta call convidamos todos os colegas a desenvolverem novos ou diferentes olhares sobre a democracia portuguesa, a partir da multidimensionalidade das desigualdades sociais contemporâneas. Sejam elas estruturais, económicas, de capital social, de género, educativas, tecnológicas, laborais ou políticas. Nas propostas a apresentar serão também bem aceites as abordagens que assinalam, nomeadamente:

·         os efeitos de tais desigualdades sociais nas configurações culturais e identidades produzidas, assim como na própria mobilização coletiva e participação social;

·         as suas correlações com as perceções que os sujeitos têm sobre o seu bem-estar, confiança e satisfação pessoal.

·         os enfoques nas políticas públicas, nas suas múltiplas expressões.

Um maior conhecimento dos processos de mudança em curso, sejam eles verificáveis em larga escala transnacional ou global, ou mais confináveis a específicos períodos ou a certos territórios do País, poderão, igualmente, alargar os horizontes de investigação das classes e das desigualdades, ou perante determinados contextos de interação e políticas públicas envolvidas.       

Estas são algumas das questões em aberto, entre muitas outras que se poderão colocar, numa multiplicidade de análises sobre:

- Classes sociais, estruturas de classe e mudança social

- As interseções entre as classes sociais, o género, a etnicidade e os territórios.

- Posicionamentos sociais de classe, famílias, gerações e mobilidades

- A sociedade do conhecimento e os processos de recomposição socioprofissional.

- As desigualdades educativas, de literacia e tecnológicas.

- As desigualdades de participação política e as novas formas de protesto social.

- Classes sociais, mercados de trabalho, precariedade e filiação sindical.

- Classes sociais, desigualdades e privação material

- As relações entre as desigualdades e a justiça social.

- Os valores e as práticas culturais das classes.

- Classes sociais e consumos: tendências e fenómenos.

- Políticas públicas, equidade e promoção do bem-estar.

Assembleia-geral ordinária da Associação Portuguesa de Sociologia

 

 

Obtenha aqui a convocatória